INCOBRA - Increasing International Science, Technology and Innovation Cooperation between Brazil and the European Union

Central de Ajuda Boletim de Notícias

Siga-nos:

Press Release #10 - Iniciativa de promoção da cooperação bilateral entre Brasil e União Europeia é concluída

As Redes Bilaterais de Cooperação entre instituições do Brasil e da União Europeia chegaram à fase de conclusão.

Notícias

  • Postado em: jan 08, 2019
  • Brasil
  • Importante

As Redes Bilaterais de Cooperação entre instituições do Brasil e da União Europeia, estabelecidas por meio de chamada lançada em setembro de 2018 pelo projeto INCOBRA chegaram à fase de conclusão. A iniciativa envolveu redes de pesquisa em cinco áreas temáticas, com o objetivo de promover maior cooperação entre organizações brasileiras e europeias através de reuniões presenciais. A intenção é que as redes estabelecidas possam seguir com suas atividades mesmo após o término do projeto INCOBRA.

As redes selecionadas e suas respectivas temáticas foram: STI-net Brasil-UE - rede de infecções sexualmente transmissíveis; PEARL - estimação precisa de posição para aplicações em tempo real em latitudes brasileiras; NANO-NOCMAT - princípios de nanotecnologia aplicados a resíduos e subprodutos agroindustriais para o aprimoramento do desempenho de materiais não convencionais e habitações sustentáveis; NIUMAR - rede de mobilidade urbana inteligente e pesquisa sobre acessibilidade; e BMMO -  rede sobre micróbios benéficos oriundos de organismos marinhos.

 Para a realização de reuniões e encontros para alinhamento e desenvolvimento de planos de trabalho, cada Rede recebeu um subsídio de 19.500 €, que possibilitou a concepção dos trabalhos através da cooperação in loco entre os pesquisadores. O INCOBRA também desenvolveu um trabalho de mentoria e consultoria de maneira personalizada, de acordo com a necessidade de cada grupo.

 A conclusão do programa evidencia os avanços obtidos durante este período por meio dos eventos realizados no Brasil e na Europa. As reuniões possibilitaram a identificação de problemas e, consequentemente, soluções que poderão contribuir para o desenvolvimento científico e tecnológico, tanto no Brasil quanto nos países da União Europeia.

Planos futuros

  A rede STI-net Brasil-UE concentrou seus trabalhos em formas de combate e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis (DST) e em promover a resistência antimicrobiana (RAM). Os impactos gerados pelo grupo visam contribuir com melhorias para a saúde pública, através de ações como a implementação de modelos de serviços inovadores, oportunos e rentáveis para o rastreamento de DSTs em populações chaves. Pode-se citar o aperfeiçoamento na detecção e tratamento de DSTs estabelecendo sistemas avançados de testes microbiológicos, moleculares e genômicos e, com isso, proporcionar uma resposta global mais eficaz para combater a disseminação de DSTs com sistemas de vigilância sustentáveis e responsivos.

 Os planos futuros do grupo incluem a elaboração de propostaspara editais de financiamento como o Horizonte 2020 , exploração de oportunidades de apoio financeiro de empresas de diagnósticos e o desenvolvimento de uma plataforma para conectar as redes globais de vigilância de DSTs por meio de colaborações com acadêmicos renomados, profissionais de saúde pública e com a Organização Mundial de Saúde.

 O grupo denominado PEARL teve como objetivo desenvolver soluções em Sistemas de Satélite para Navegação Global com foco em precisão, assim possibilitando o mapeamento e levantamento topográfico que contribui com a agricultura de precisão e, consequentemente, minimiza o impacto ambiental.

Os trabalhos realizados pela rede proporcionaram o engajamento de atores, nas respectivas localidades, interessados em encontrar soluções para se adaptar, fornecer ou se beneficiar do Sistema de Navegação por Satélite de alta precisão (GNSS) em tempo integral. O envolvimento com partes locais interessadas e representantes afetados por problemas causados por perturbações ionosféricas, incluindo o governo, academia e indústria, foi também um fator resultante das atividades da rede.

  Os próximos passos do grupo consistem na concepção e apresentação de uma proposta ao H2020 que leve ao mercado o serviço aprimorado de posicionamento GNSS de alta precisão em tempo real que pode ser utilizado no mercado de agricultura de precisão no Brasil. A atividade está prevista para março de 2019.

 A NANO NOCMAT focou os trabalhos em princípios básicos da nanotecnologia em associação aos recursos locais e ao desperdício agroindustrial, buscando soluções construtivas de alto desempenho, mais sustentáveis ​​e duráveis, bem como a filtragem de membranas para a purificação do ar e da água.

 

Os encontros organizados pela rede resultaram em atividades construtivas para as áreas relacionadas à nanotecnologia, como a atração de novos parceiros potenciais no Brasil e na Europa, além de ministrar minicursos, em temas ligados à rede NANO-NOCMAT, que motivem jovens pesquisadores e estudantes de pós-graduação a participarem de equipes para projetos futuros. Além disso, também foram definidos possíveis tópicos para a preparação de propostas para o H2020, relacionados a Materiais de Energia Inteligente e Inovação de Matérias-Primas para a Economia Circular.

 

A rede NIUMAR trabalhou com a missão de fomentar a pesquisa sobre mobilidade e acessibilidade urbana no Brasil, promovendo a cooperação sustentável entre pesquisadores brasileiros e europeus nessa área. Pode-se destacar dois importantes resultados provenientes dos trabalhos do grupo: a exposição dos pesquisadores brasileiros ao panorama da pesquisa europeia, mais especificamente em relação ao funcionamento do programa H2020 e o incentivo à colaboração entre atores brasileiros e europeus, através do desenvolvimento de ações e propostas conjuntos de pesquisa.

 O grupo pretende definir um programa de pesquisa para os próximos três anos. Neste período estarão previstas atividades, como co-orientações e a participações em júris de defesa de teses de mestrado e doutorado, intercâmbio de pesquisas para visitas curtas e longas, e a prospecção de financiamento para projetos conjuntos.

  A rede BMMO teve como finalidade permitir aos seus membros a integração de dados e a combinação de esforços para promover e coordenar pesquisas integrativas sobre o desenvolvimento de estratégias eficientes e seguras para proteger organismos marinhos e recifes de coral.

Por meio das ações desenvolvidas, o grupo descobriu caminhos de pesquisas que até então não haviam sido estudados, gerando novos conhecimentos aos membros e à comunidade científica nessa temática. A cooperação entre jovens pesquisadores e cientistas experientes também foi estimulada pela BMMO, garantindo assim que as habilidades fossem transmitidas e as novas tecnologias discutidas.

 Para o futuro, a rede visa popularizar os tópicos relacionados às interações e manipulações dos hospedeiros marinhos-microbiomas, por meio de discussões e experiências sobre uma ampla variedade de organismos marinhos, ervas marinhas, esponjas e espécies de aquacultura, incluindo experimentos paralelos multi-localizados, realizados em todo o mundo, com o intuito de disseminar a ciência, experiências práticas e, por fim, definir se tais estratégias podem ser aplicadas com segurança em campo.

Campo científico: A investigação marinha, Energia, Comida segura, Health, TIC, nanotecnologia, Agricultura sustentável, De outros

Compartilhar esta em: