INCOBRA - Increasing International Science, Technology and Innovation Cooperation between Brazil and the European Union

Helpdesk Newsletter

Follow us:

Estudantes alemãs de doutorado poderão realizar pesquisas no Brasil

O objetivo da parceria é fortalecer o intercâmbio acadêmico e científico entre instituições e a melhora na qualidade dos trabalhos científicos

News

  • Posted on: Apr 09, 2018
  • Brazil

Website: Link

Sorry, this article is not available in your selected language.

Uma parceria inédita anunciada nesta quarta-feira (4), pelo Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD), concede bolsas de estudos para que estudantes de doutorado alemães realizem pesquisas no Brasil.

 O objetivo da parceria é fortalecer o intercâmbio acadêmico e científico entre instituições e a melhora na qualidade dos trabalhos científicos e do ensino, tanto no Brasil quanto no parceiro alemão.

 Esta é a primeira parceria de internacionalização na qual o DAAD promove uma chamada na Alemanha a partir de uma seleção no país parceiro. Neste novo tipo de cooperação da agência alemã, a condição para concessão da bolsa é a existência de um acordo de parceria entre a universidade alemã de origem e uma instituição de ensino superior brasileira no âmbito do Programa Institucional de Internacionalização (CAPES-PrInt).

 Lançado em novembro de 2017 pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), o PrInt destina R$ 300 milhões para construção, implementação e consolidação de planos estratégicos de internacionalização de instituições de ensino superior.

 Após o resultado da seleção de projetos de cooperação pela CAPES, o DAAD convocará as universidades alemãs para indicar quais programas de pós-graduação dos seus parceiros do PrInt receberão os bolsistas e estruturará a oferta de bolsas para estudantes de doutorado interessados em pesquisar no Brasil.

 Para Martina Schulze, diretora do DAAD no Brasil, não existem áreas prioritárias, o que determinará as áreas de pesquisa será a oferta das pós-graduações das universidades brasileiras envolvidas no programa. “Cada uma possui determinadas áreas de excelência, que têm, por isso, mais chances de atrair pesquisadores e alunos estrangeiros”.

 “O DAAD tem grande experiência na construção de parcerias estratégicas entre universidades alemãs e estrangeiras. Nesse processo, geralmente, as direções das unidades precisam fazer um planejamento estratégico para suas políticas de internacionalização, o que naturalmente leva a um aprimoramento das estruturas para internacionalização, como uma maior oferta de disciplinas em inglês, criação de programas de dupla titulação, estabelecimento de regras claras para aproveitamento de disciplinas, oferta de apoio para reconhecimento de diplomas, entre outros”, finaliza Martina.

 Conheça o Programa Institucional de Internacionalização (CAPES-PrInt)

 

 

 

Scientific field: Other